Segundo ‘disco voador’ é achado no fundo do Mar Báltico

Do blog BananaPost

2012, profecias do calendário Maia, sons estranhos e revoadas de discos voadores ao redor do mundo… essas histórias são uma delícia, como esta que retorna agora ao noticiário, do suposto UFO pousado no fundo do mar Báltico.

Lá pelo meio do ano passado, caçadores de objetos perdidos em naufrágios de navios no mar Báltico, entre a Suécia e a Finlândia, tocaram o maior rebú com a suposta presença alienígena na Terra, ao registrar uma imagem misteriosa a aproximadamente 80 metros abaixo da superfície do mar.

Os suecos responsáveis pela façanha desconfiam que podem ter feito mesmo a descoberta de suas vidas, embora ninguém ainda saiba exatamente do que se trata a imagem que foi registrada.

A descoberta foi realizada em uma região secreta no fundo do mar da região por uma equipe de exploração marítima, a Ocean Explorer, com Peter Lindberg como líder. Segundo o mergulhador sueco, que realiza ações como essa há 20 anos, ele nunca encontrou algo parecido.

Utilizando um equipamento com sonar preparado para capturar imagens no terreno abaixo da água, foi encontrado um objeto que lembra um UFO, com cerca de 60 metros de diâmetro e quase meio quilômetro de “cauda” ou rastro sulcado no leito submerso.

Por causa do formato bastante regular e incomum do que poderia ser, na verdade, uma anomalia geológica, a imprensa internacional preferiu referir-se ao objeto como OVNI — Objeto Voador Não Identificado.

Só que posteriormente, numa segunda expedição para observar melhor o tal objeto, acabou sendo achado outro parecido a cerca de 200 metros de distância do primeiro. A equipe sueca concluiu que os objetos são muito grandes para terem caído de um navio ou fazer parte de um naufrágio.

Andreas Olsson, chefe de arqueologia do Museu Marítimo Sueco, assume que a imagem é intrigante, mas que ainda “não permite definir se o objeto não passa de uma formação geológica natural”.

Os suecos pretendem voltar ao local para examinar e registrar novas imagens do objeto, mas o processo é caro.

O número de descobertas no fundo do mar cresceu nos últimos anos, entre eles muitos de grande valor. O novo artefato encontrado pelos suecos ainda não possui estimativa de quanto valeria, caso realmente não seja algo formado pela natureza.
Fonte: http://www.materiaincognita.com.br/segundo-disco-voador-e-achado-no-fundo-do-mar-baltico/#ixzz1kxLhNttH

About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s